Criando USB Bootável Kali Linux

Publicado por Igor Matsunaga em

Uma das grandes maravilhas que sistemas Linux nos proporcionam hoje em dia é a utilização do Live Boot.

Live Boot

O Boot refere-se ao processo de inicialização de um computador, que ocorre no momento que você liga seu computador. O Live Boot contém um sistema operacional que pode iniciar um computador sem que o mesmo necessite de instalação. Pode ser usado para recuperar dados ou testar sistemas. Antes muito utilizados em forma de Live CDs hoje foram perdendo espaço para os Live USB. Há uma grande variedade de distribuições Linux que podem ser usadas como um Live Boot. Inclusive nosso querido Kali Linux. 

Live USB Kali Linux

Minha maneira favorita, pois, é o método mais fácil de carregar minhas armas ferramentas por aí. Brincadeiras à parte esse método possui várias vantagens:

  • Não é destrutivo – não faz alterações no disco rígido do sistema host ou no SO instalado e, para voltar às operações normais, basta remover a unidade USB “Kali Live” e reiniciar o sistema.
  • É portátil – você pode carregar o Kali Linux no bolso e executá-lo em minutos em um sistema disponível
  • É personalizável – você pode criar sua própria imagem ISO personalizada do Kali Linux e colocá-la em uma unidade USB usando os mesmos procedimentos É potencialmente persistente – com um pouco de esforço extra, você pode configurar sua unidade USB “Live” do Kali Linux para ter armazenamento persistente, para que os dados coletados sejam salvos entre as reinicializações

Requisitos:

  • Uma cópia original da última imagem ISO de preferência, que pode ser baixada no site oficial. Lembre-se de baixar a versão correta para a arquitetura do seu computador;
  • Caso você utilize Windows você irá precisar baixar algum software de criação de boot como o Win32;
  • Para linux pode-se utilizar o comando “dd” que é padrão em várias plataformas;
  • Pen Driver de 4 GB ou mais (Caso deseje utilizar um cartão SD com capacidade semelhante o procedimento será o mesmo);

Criando uma unidade USB Kali inicializável no Windows

  1. Conecte sua unidade USB em uma porta USB disponível no seu PC, e inicie o software Win32 Disk Imager que você baixou, observe qual designador de unidade (por exemplo, “F: \”) ela irá usar para realizar a montagem.
  2. Escolha o arquivo ISO do Kali Linux a ser visualizado e verifique se a unidade USB a ser sobrescrita é a correta. Clique no botão “Write”.
  3. Quando a criação de imagens estiver concluída, ejete com segurança a unidade USB da máquina Windows. Agora você pode usar o dispositivo USB para inicializar o Kali Linux.

Para outras distribuições pode-se utilizar o mesmo método.

kali-usb-install-windows

Criando uma unidade USB Kali inicializável no Linux

Criar uma chave USB Kali Linux inicializável em um ambiente Linux é fácil. Uma vez que você tenha baixado e verificado o seu arquivo ISO Kali, você pode usar o comando dd para copiá-lo para o seu stick USB usando o seguinte procedimento. Note que você precisará estar logado como root, ou executar o comando dd com sudo.

logoNSW

Criação

Primeiro, você precisará identificar o caminho do dispositivo a ser usado para gravar a imagem na unidade USB. Sem a unidade USB inserida em uma porta, execute o comando

 sudo fdisk -l 

Em uma janela de terminal (se você não usar privilégios elevados com fdisk, não obterá nenhuma saída). Você obterá uma saída que parecerá algo (não exatamente) assim, mostrando uma única unidade – “/ dev / sda” – contendo três partições (/ dev / sda1, / dev / sda2 e / dev / sda5): 

Agora, conecte sua unidade USB em uma porta USB disponível em seu sistema e execute o mesmo comando “sudo fdisk -l” uma segunda vez. Agora, a saída vai procurar algo (novamente, não exatamente) como este, mostrando um dispositivo adicional que não estava lá anteriormente, neste exemplo “/ dev / sdb”, uma unidade USB de 16GB:

 O comando de exemplo abaixo assume que a imagem ISO que você está escrevendo é chamada “kali-linux-2017.1-amd64.iso” e está no seu diretório de trabalho atual. O parâmetro blocksize pode ser aumentado e, embora possa acelerar o funcionamento do comando dd, pode ocasionalmente produzir unidades USB não inicializáveis, dependendo do sistema e de vários fatores diferentes. O valor recomendado, “bs = 512k”, é conservador e confiável. 

dd if = kali- linux - 2017.1- amd64.iso de = / dev / sdb bs = 512k

Pode demorar um pouco, talvez dez minutos ou mais não é incomum, como mostra a saída abaixo. Seja paciente!

O comando dd não fornece nenhum feedback até que seja concluído, mas se a sua unidade tiver um indicador de acesso, você provavelmente o verá piscando de tempos em tempos. O tempo para inserir a imagem dependerá da velocidade do sistema usado, da própria unidade USB e da porta USB na qual ela está inserida. Uma vez que o dd tenha finalizado a imagem da unidade, ele emitirá algo parecido com isto:

5823 + 1 registros em 
5823 + 1 registra 
3053371392 bytes ( 3,1 GB ) copiados, 746,211 s, 4,1 MB / s
New Secutiry World – NSW

Continue nós acompanhando para mais novidades.

Nos siga no Facebook e no Instagram: @nsworld.com.br

Que a segurança esteja com você!!!

[products limit=”16″ columns=”4″ category=”60″ orderby=”date” order=”DESC”]

Fonte: https://docs.kali.org/downloading/kali-linux-live-usb-install


Igor Matsunaga

Diretor Técnico da NSWorld, entusiasta da área hacking a mais de 6 anos, hacker ético, formado em Segurança da Informação.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *